SAIA da zona de conforto

Esse post é pra você que só de pensar em sair “com as canelas” de fora em dias frios se arrepia é toda, hahahah

Eu faço parte do time das friorentas por motivos óbvios, hahah, mas nem por isso me privo de usar saias no inverno, pelo contrário.

Quem é leitora antiga da Folha Universal ❤ deve se lembrar de uma matéria que fizemos exatamente levantando essa questão (e com esse mesmo título, diga-se de passagem), de criar versatilidade dentro do armário (quem não quer?).

Confesso que desde então comecei a olhar para as minhas saias com mais carinho e acho estranho usar apenas calças no frio {estranho!}

As eleitas tendem a ser aquelas que conseguem cobrir o máximo as pernocas – questão de bom senso.

Saias e suas variáveis

As de comprimento mídi tem ganhado o armário e os corações da mulherada exatamente por transitarem bem em looks calorentos como naqueles que pedem camadas a mais. No frio, claro, legal é usá-las com botas – embora muitas achem que não seja possível. Mas é, e por que não seria? Vale olhar com carinho tanto as ankle boots, que chegam até o tornozelo, como as de cano alto, que também têm causado impacto nas produções.

Vale lembrar que, nessa altura do campeonato, nem só de botas sobrevivem o inverno. As sandálias voltam com tudo, embaladas no melhor dos anos 80 – isso mesmo, com meias ❤

Quanto aos tecidos, os mais encorpados, como o couro, levam fama. Mas os fluídos também tem dispontado cada vez mais em produções, acompanhados de tricots e moletons que dão bossa ao look todo. Tende a ser uma opção para quem quer ousar um pouco mais nesse mundinho fashion.

Mas, chega de prosa!

Que tal inspirações pra gente se jogar de vez na ideia?

Vá de saia lápis

O shape reto da peça imprime um ar bacanudo à produção. Veja que incrível a composição da saia de paetês em plena luz do dia 🙂 O truque para trazer equilíbrio? Está no uso da malha oversized que deixa a combinação com cara de “aaah, saí assim? Nem vi“, hahahah. Outra aposta para quebrar a seriedade da peça são os moletons e, nos pés, o bom e velho tênis.

 

 

 

Saia fluídas, sim!

Como notamos, as “molengonas” também tem lutado para garantir seu humilde espaço no inverno, hahaha. Já sabem, investir na parte de cima para dar um esquentada é uma ideia mais do que válida e, nos pés, botas exatamente para contrapor. Mas tudo depende do seu nível de frio – e do Climatempo, é claro, hahahaha

 

 

 

Bem menininha

Parênteses para as saias plissadas, que transitam bem pra caramba nas mudanças de estação.

 

 

 

Fashionista

Mix de estampa, acessórios em evidência e peças chamativas tanto na cor como no caimento acendem o look.

 

 

 

Extra, extra!

E dale dose multiplicada de produções para se inspirar.

 

 

 

 

 

 

 

Imagens: Reprodução/ Pinterest

vestir o que der na telha

Existe uma forma diferente de fazer moda, de falar de moda, de interpretar moda. Sim!

Mas o que mais se vê são pessoas engessadas fazendo o mais do mesmo, reféns de um medo, de uma tendência, do próprio espelho ou seja lá o que for.

Eu não estava mais a fim de blog, questão de tempo, de prioridades e por enxergar os conteúdos que eu mesma consumia, de certa forma, como fútil. Pouca informação, muito eu. Muita blogueira bancando o “cabide ambulante” e eu deixei de seguir algumas delas.

Não sou a influencer que abre a caixa de recebidos no final do mês, mas recebo uns cinco a dez {poucas ?} respostas de stories todas as vezes que me permito falar não sobre moda, mas da maneira de como ela nos comunica.

Estranhamente, passamos uma mensagem com o All Star que escolhemos calçar pela manhã e até com o pijama que estamos vestindo, goste você ou não.

E a maneira como muitas lidam com isso é que, sim, é futilidade. Por isso, passam uma péssima impressão de si mesmas, de que não se amam e que não estão nem aí pelo fato de ela e outra pessoa terem firmado um compromisso logo pela manhã.

Por que pensamos assim e, principalmente, por que agimos assim?

Foi durante a volta pra casa após um desfile na São Paulo Fashion Week que uma conversa me despertou, e devo muito a pessoa que veio no uber comigo 🙂 Assustei-me, confesso, com aquelas palavras disparadas de que “eu sei que você é uma mulher forte e audaciosa até pela forma como você de veste, mas poucas pessoas te conhecem assim”.

E, por mais ridículo que isso possa parecer, eu estava impedindo que muitas delas realmente me conhecessem por medo do que elas iam pensar, e isso não faz o menor sentido.

Esse blog está fora do ar há pelo menos sete meses e sem atualização acho que um ano, e decido trazê-lo de volta em pleno sábado, 13:31.

Não é sobre moda, não é sobre beleza, não é sobre viagens, é sobre você.

Talvez tenham te dito que não é legal vestir onça com estampa de bolinha, mas estou aqui pra dizer que, se te der na telha, e daí?

Talvez esteja na hora de fazer diferente. E eu quero riscar esse fósforo o quando antes.

Welcome again!

_DSC9537

#UmataldeFlavia : de pijamão para a SPFWn43 DAY 2

Claaaaaro que euzinha aqui não ficaria de fora da ‘tendença’ pijamão que tem andado por aí, né não, pípo, kkkkkkkkkkkkkkkkkk

Afinal, estamos falando de peças extremamente despojadas, confortáveis, versáteis, soltinhas, estilosas, ai ai ai, só vejo vantagens e benefícios 🙂

Me rendi a proposta depois de muito observar a prevalência nos streets styles da vida, de Nova York a Paris. Aqui, vi desfilar e ganhar relevância nas mãos do talentoso Luiz, da Apartamento 03, que abriu o desfila da SPFWn41 dando destaque a peça.

Palavras ditas por…

RevistaGlamour, Pijama no street style (aqui)

“Desde a coleção underwear da Louis Vuitton repleta de slip dresses de seda, tipo camisola, e roupões na temporada de inverno 2014, a moda do pijamismo só cresceu. Tudo “culpa” do Marc Jacobs, o então diretor criativo da maison, que adora usar roupa de dormir como street style, ou até no red carpet. Mas pra ser bem “caxias”, Stella McCartney, Jonathan Saunders, Haider Ackermann e Jil Sander mostram looks de dormir versão street nas coleções de verão 2012. Pois bem, de lá pra cá, várias grifes de luxo aderiram ao estilo comfort wear.”

GNT Moda e Beleza, O pijama invadiu as ruas (aqui)

“Nada melhor do que poder usar roupas confortáveis, mas ainda assim, cheias de estilo.  A dica na hora de usar silhuetas mais despojadas é investir em estampas elaboradas e tecidos diferenciados, como o veludo ou a seda. Outro truque é apostar em acessórios marcantes para fazer o contraponto e chamar atenção para o visual.”

#UmataldeFlavia

Sim, é uma moda que exige atitude e muita confiança de quem usa, tem que ter um pouco de jogo de cintura mesmo. Não é todo mundo que se sente à vontade, sei disso.

Mas, por outro lado, quando vejo a oportunidade de abraçar uma moda leve e com um quê de criativa, de diversão, sabem que me jogo mesmo, sem dó, 🙂 Sem medo de ser feliz 🙂

E, por me sentir tão bem, quis levar essa tendência que já havia experimentado e que tem tudo a ver com meu estilo, para conferir o segundo dia da SPFWn43.

As cores, um clássico preto e branco, dão segurança para quem quer iniciar, mas não sabe como. Fora que são cores eternas e que não cansam nunquinha da Silva!

A modelagem é, sim, levinha, folgadinha, confortável. Não quis fazer nada além de dobrar as manguinhas e dar aquele truque gostoso de styling.

Já os acessórios foram usados para arrematar.

Um salto confortável nos pés para dar um ar mais chiquetoso que, inclusive, fez uma mistura de estampas discreta graças ao animal print suave e cor neutra. As tiras que sobem deixam o ar mais lady e com pegada um tantinho hot, fazendo a mesma jogada da renda da camiseta que usei por baixo.

Little bag vermelha pra acender a produção, papel bem executado também pelo batomzão vermelho Ruby Woo, clássico da MAC.

O pijama é da Talita Kume, loja da José Paulino que amo de paixão.

As sandálias, véia de guerra, haha, são Jorge Alex, sim, claro, meu queridinho!

Bolsa, da Tommy Hilfinger e Bracelete Bvlgari.

As fotos foram do talentoso Fernando Piovisan.

_DSC7615

_DSC7597

_DSC7589_DSC7545_DSC7541

_DSC7593

7 dicas para usar (e amar) pantacourt 

Por qual motivo esse blog não tinha um mísero post sobre pantacourt, Flavia Francellino? kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Hello, pípo amada! kkkk

Bora começar nosso papo esperto sobre pantacourt feat Flavinha? haha

Mas antes, quero dedicar esse humilde post para minha amiga Rafaela Dias. Se ela não comprar uma pantacourt depois desse post, eu mesma foi comprar pra ela, kkkkkkkkkkkkk

Continuar lendo “7 dicas para usar (e amar) pantacourt “

Dúvida da Leitora: macacão para ir a um evento, pode?

A Ana, leitora do blog, me mandou uma dúvida esperta por blog, oooooh:

“Oiii, ótima dica ❤ Mas tenho uma dúvida sobre em qual ocasião usar…. Sou estudante e tenho um congresso pra ir agora final desse mês e é um congresso de medicina e queria saber se dá pra usar o macacão estampado e como torná-lo mais elegante para ocasião.??!”

*****

E a resposta é: claaaaaaro que pode, mulher! kkkkkkkkkkkk

Bem, acho que, pela sua preocupação, esse congresso é meio babado, né? Então o jeito é optar por peças com mais ‘pompa’, na vibe da alfaiataria, sabe? Para turbinar a produção, o aposte no poder de uma segunda peça. E aqui vale tudo: coletes, maxicoletes, blazer e, por que não sobrepor uma camisa por baixo? Além de mais confortável, pode dar aquele toque fashion que amamos ❤

Ah, e não esqueça de arrematar com acessórios power. Vale brincar com brincos, (se for grande, pode usar apenas um se quiser; mais fashion, impossível), chocker (aqueles colares que ficam pertinho do pescoço, sabe?) ou apele para o que lhe deixa mais à vontade! Lembrando que a ocasião, diurna, pede que escolha tudo com equilíbrio.

Caso queira incrementar e manter o visual mais clean, vale apelar para os cintos, que definem a cintura e valorizam a silhueta (neste caso, optaria por outro acessório discreto bem discreto).

Nos pés,  sapatos confortáveis para encarar as palestras. Se for de salto, que seja preferencialmente baixo (por favor!) e confortável. Acho que um bolsão daqueles que cabem nossa casa inteira também ajudam nessas horas, né? kkkkkkkkkkk

Espero que veja (e que eu tenha respondido a tempo, Ana!

Aaaaaaah, quero ver o look depois 🙂

Agora, chega de prosa e vamos bisbilhotar as inspirações?

Sem títulok.png

Conhecem a garota da foto? kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Troque o salto por uma sapatilha confortável e se joga 🙂

9ef5bdd5668cbad0269e8d9772a79111

Amo esse look da Olivinha: confortável, cool e adjetive com o que quiser, kkkkkkkk

900x90034de26a300000578-0-image-a-153_146490592748634de264f00000578-0-image-a-152_146490591545220193077dec8d21f1ea029015c5bd92cb0b7dd40d5672d0fe1738cb2431e9081bd438169ce5775d6a5b31289ebc8c59c

Fotos: Arquivo pessoal e Reprodução (Pinterest)

E você, tem dúvidas de ‘como usar’ também? Então manda, vou amar te responder ❤