SAIA da zona de conforto

Esse post é pra você que só de pensar em sair “com as canelas” de fora em dias frios se arrepia é toda, hahahah

Eu faço parte do time das friorentas por motivos óbvios, hahah, mas nem por isso me privo de usar saias no inverno, pelo contrário.

Quem é leitora antiga da Folha Universal ❤ deve se lembrar de uma matéria que fizemos exatamente levantando essa questão (e com esse mesmo título, diga-se de passagem), de criar versatilidade dentro do armário (quem não quer?).

Confesso que desde então comecei a olhar para as minhas saias com mais carinho e acho estranho usar apenas calças no frio {estranho!}

As eleitas tendem a ser aquelas que conseguem cobrir o máximo as pernocas – questão de bom senso.

Saias e suas variáveis

As de comprimento mídi tem ganhado o armário e os corações da mulherada exatamente por transitarem bem em looks calorentos como naqueles que pedem camadas a mais. No frio, claro, legal é usá-las com botas – embora muitas achem que não seja possível. Mas é, e por que não seria? Vale olhar com carinho tanto as ankle boots, que chegam até o tornozelo, como as de cano alto, que também têm causado impacto nas produções.

Vale lembrar que, nessa altura do campeonato, nem só de botas sobrevivem o inverno. As sandálias voltam com tudo, embaladas no melhor dos anos 80 – isso mesmo, com meias ❤

Quanto aos tecidos, os mais encorpados, como o couro, levam fama. Mas os fluídos também tem dispontado cada vez mais em produções, acompanhados de tricots e moletons que dão bossa ao look todo. Tende a ser uma opção para quem quer ousar um pouco mais nesse mundinho fashion.

Mas, chega de prosa!

Que tal inspirações pra gente se jogar de vez na ideia?

Vá de saia lápis

O shape reto da peça imprime um ar bacanudo à produção. Veja que incrível a composição da saia de paetês em plena luz do dia 🙂 O truque para trazer equilíbrio? Está no uso da malha oversized que deixa a combinação com cara de “aaah, saí assim? Nem vi“, hahahah. Outra aposta para quebrar a seriedade da peça são os moletons e, nos pés, o bom e velho tênis.

 

 

 

Saia fluídas, sim!

Como notamos, as “molengonas” também tem lutado para garantir seu humilde espaço no inverno, hahaha. Já sabem, investir na parte de cima para dar um esquentada é uma ideia mais do que válida e, nos pés, botas exatamente para contrapor. Mas tudo depende do seu nível de frio – e do Climatempo, é claro, hahahaha

 

 

 

Bem menininha

Parênteses para as saias plissadas, que transitam bem pra caramba nas mudanças de estação.

 

 

 

Fashionista

Mix de estampa, acessórios em evidência e peças chamativas tanto na cor como no caimento acendem o look.

 

 

 

Extra, extra!

E dale dose multiplicada de produções para se inspirar.

 

 

 

 

 

 

 

Imagens: Reprodução/ Pinterest

Galeria

Inspiração: Um caso de amor com patches

Eles resolveram dar as caras. Com jeitão de ‘faça você mesmo’ (no melhor do ‘do it yourself), dão ao look uma cara única e garantem exclusividade. Hoje, eles aparecem em peças com jeitão de ‘remendadas’ – que, na verdade, nada mais é do que uma sobreposição -, como em itens que lembram adesivos.

Aos iniciantes ou pouco acostumados com a linguagem fashion, patches nada mais são do que pedacinhos de tecidos bordados nas peças que, por sinal, fizeram a devido aparição em décadas anteriores. Lá nos anos 30, foram parte dos targets presentes nas roupas dos militares; nos anos 70, foi a vez dos estilo rocker se apropriar do item.

Mas os patches da vez tem um quê de nostalgia.

Peça too much, trata- se de um revival dos anos 90 que veio com tudo – e eu estou babando amando!

(mais…)